Mais de 20.000 peregrinos e turistas cristãos na Missa do Galo em Belém


 

Lusa/AO   Internacional   24 de Dez de 2007, 08:09

Mais de 20.000 peregrinos e turistas cristãos, do total de 60.000 que nesta época visitam a Terra Santa, seguem hoje a Missa do Galo na Igreja de Santa Catarina de Alexandria, junto à Basílica da Natividade, em Belém.
Através de um serviço especial de autocarros e fugindo aos postos de controlo militar do exército israelita, os turistas terão acesso à cidade cisjordana de Belém, onde, segundo a tradição cristã, nasceu Jesus.

    A passagem dos peregrinos e turistas foi gerida pelo enviado do Quarteto para o Médio Oriente (União Europeia, Estados Unidos, ONU e Rússia), Tony Blair, e o ministro da Defesa israelita, Ehud Barak.

    Com a autorização do exército israelita, que controla a "segurança geral" na Cisjordânia ocupada, a Autoridade Palestiniana destacou domingo centenas de polícias para ajudar a manter a ordem em Belém, ascendendo no total os elementos da segurança, segundo fontes do município, a cerca de 1.500 efectivos.

    Situada a oito quilómetros a sul de Jerusalém, Belém é, como Nablus e Tulkarem, uma das cidades da Cisjordânia em que a vigilância é exercida pela polícia palestiniana no âmbito de um acordo com as autoridades militares de Israel.

    Hoje à noite as tarefas de segurança serão coordenadas pelo exército e pelos efectivos da polícia leais ao presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, o que juntamente com os visitantes quase duplicará a população de Belém, com cerca de 30.000 habitantes.

    Os festejos oficiais começam às primeiras horas da tarde com a tradicional peregrinação do mais alto dignatário da Igreja Católica na Terra Santa, monsenhor Michel Sabah, escoltado por escuteiros palestinianos, desde Jerusalém à Praça da Manjedoura frente à Basílica da Natividade, onde será recebido pelos membros do clero.

    A missa será celebrada na Igreja de Santa Catarina de Alexandria e, concluída a eucaristia, uma imagem do menino Jesus será transportada para o sítio onde se encontra a estrela de Belém, o local onde, segundo a tradição cristã, nasceu Jesus.

    A meteorologia prevê uma noite fria, mas sem chuva, o que permitirá a milhares de turistas seguirem a missa na Praça num ecrã gigante.

    A Basílica da Natividade é administrada pela Igreja Ortodoxa Grega, que festeja a Consoada e o Natal a 05 e 06 de Janeiro, enquanto a Igreja Arménia o fará a 18 de Janeiro.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.