Mais de 1.900 construtoras perderam alvará este ano

Mais de 1.900 construtoras perderam alvará este ano

 

Lusa/AO Online   Economia   28 de Jun de 2010, 06:28

 Mais de 1.900 empresas portuguesas de construção viram o seu alvará cancelado este ano, disse à Lusa fonte oficial do Instituto da Construção e do Imobiliário (InCI), que regula o setor.

Anualmente, as construtoras têm de renovar o seu alvará - documento fundamental para que as empresas possam exercer a sua actividade -, podendo o InCI revalidar, reclassificar ou cancelar o alvará.

Fonte oficial do InCI avançou à Lusa que, este ano, foram cancelados "1.943 alvarás”.

Este número ficou abaixo do número registado em 2009, quando 2.175 empresas perderam alvará.

Já o número de alvarás revalidados este ano ascendeu a 22.237, um valor que inclui os 820 alvarás reclassificados, de acordo com o InCI.

O alvará de construção, que é válido até ao dia 31 de janeiro de cada ano, relaciona todos os tipos de trabalhos que a empresa está habilitada a executar e os valores limite desses trabalhos e classifica as empresas de acordo com a sua capacidade técnica e financeira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.