Macau e Portugal acordam criação de "rede de escolas associadas"

Macau e Portugal acordam criação de "rede de escolas associadas"

 

Lusa / AO online   Nacional   5 de Mar de 2017, 10:29

Macau e Portugal acordaram a criação de "uma rede de escolas associadas", que vai unir, por via de protocolos de geminação, escolas secundárias de ambos os territórios, foi hoje anunciado.

 

O anúncio foi feito hoje num comunicado conjunto da II reunião da Subcomissão da Língua Portuguesa e Educação, constituída no âmbito da Comissão Mista entre Portugal e a Região Administrativa Especial chinesa, que teve lugar a 20 e 21 de fevereiro, no Camões, Instituto de Cooperação e da Língua.

"As partes acordaram a criação de uma rede de escolas associadas que unirá, por via de protocolos de geminação, escolas secundárias de Portugal, preferencialmente estabelecimentos de ensino onde decorre o projeto-piloto de oferta de mandarim, em colaboração com o Instituto Confúcio (Hanban), e escolas da RAEM, onde é ministrada a língua portuguesa", refere a nota divulgada pelo gabinete do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau.

Essa rede "constituirá igualmente a plataforma privilegiada para o desenvolvimento de outras áreas de cooperação bilateral que as partes consideraram relevantes, nomeadamente ao nível da capacitação institucional no domínio da produção de estatísticas em educação, desenvolvimento da educação inclusiva, desporto escolar e adaptado, educação estética e artística do ensino e formação profissionais, coordenação e liderança escolares, bem como da promoção da leitura em língua portuguesa".

No âmbito do ensino não superior, Portugal expressou "o seu reconhecimento pelo apoio institucional e financeiro" que tem sido dado à Escola Portuguesa de Macau, uma "referência no quadro das escolas portuguesas no estrangeiro", refere o mesmo comunicado conjunto.

Já ao nível do ensino superior e investigação foram sinalizadas como áreas estratégicas prioritárias de cooperação" o desenvolvimento de projetos conjuntos nos domínios da Investigação, Ciência e Tecnologia e de Estudos Pós-graduados.

Neste âmbito, Portugal e Macau congratularam-se pelo facto de ter sido assinado, na sequência de a primeira reunião em 2015, um Memorando de Entendimento entre a Fundação para a Ciência e a Tecnologia de Portugal e o Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e Tecnologias de Macau.

Assinalando o reforço ao nível dos contactos entre instituições de ensino superior portuguesas e de Macau e entre as suas estruturas representativas, como o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) e o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), Portugal e Macau reafirmaram também o propósito de continuar a trabalhar no processo de acesso dos estudantes de Macau ao ensino superior em Portugal.

Nesse âmbito enquadram os "avanços" ao nível do reconhecimento por parte das instituições de ensino superior portuguesas do certificado de conclusão dos estudos secundários na China e do novo exame unificado de Macau.

O comunicado destaca como exemplo disso "a disponibilidade demonstrada pelo CCISP no sentido de as instituições que compõem este Conselho passarem a aceitar o exame unificado para efeitos de acesso ao ensino superior".

"No contexto do reconhecimento de graus académicos, as partes têm já em análise técnica o texto do memorando de entendimento no qual será alicerçada a cooperação neste domínio", refere o gabinete do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau.

Portugal e Macau acordaram ainda a necessidade de continuar a colaborar na área da formação inicial e contínua de professores, reconhecendo o grande progresso que se tem verificado na RAEM e o trabalho desenvolvido nesse domínio pelas autoridades da Região e pelas várias instituições académicas".

E, neste sentido, "reconhecem como muito positiva a assinatura num futuro próximo de um protocolo de cooperação entre o Camões e o Instituto Politécnico de Macau", refere o comunicado sem facultar mais detalhes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.