Luso-canadiano pede a empresários que apoiem mais promoção da cultura portuguesa no Canadá

Luso-canadiano pede a empresários que apoiem mais promoção da cultura portuguesa no Canadá

 

Lusa/AO Online   Nacional   15 de Mai de 2016, 11:49

O empresário Manuel da Costa disse hoje à agência Lusa, em Toronto, que os empresários luso-canadianos devem seguir o seu exemplo e fazer um esforço na "promoção da cultura portuguesa no Canadá".

Manuel da Costa foi um dos galardoados, no sábado à noite, com O Prémio de Mérito ‘Damião da Costa' da Aliança de Clubes e Associações Portuguesas no Ontário (ACAPO).

O Jantar de Gala inseriu-se nas comemorações da Semana de Portugal 2016, e atribuiu ainda 19 bolsas de estudo a jovens lusodescendentes.

"Este galardão, espero que sirva de exemplo para que outros sigam e façam um esforço na promoção da nossa cultura no Canadá", afirmou o empresário natural de Castelo do Neiva (Viana do Castelo).

Responsável por obras como o Museu dos Pioneiros Portugueses e pelo Passeio da Fama de Luso-canadianos em Toronto, ambos localizados em Toronto, Manuel da Costa reconheceu que o prémio representa o esforço que desenvolveu para divulgar a cultura portuguesa.

"Quando uma pessoa faz as coisas por amor, não precisa de reconhecimento. Acho muito importante que as pessoas daqui compreendam e saibam quem somos. Daí é importante promovermos a nossa cultura", afirmou.

Para Manuel da Costa, a promoção da cultura portuguesa "é vital para o futuro num país que aceita facilmente outras culturas".

Além do empresário, também foi reconhecida com o Prémio ‘Damião da Costa’ Maria Melo, voluntária há 33 anos da Associação Cultural do Minho.

"Não sei se mereço, mas se o deram, foi porque mereço. Acho que ainda não fiz o que chegasse, tenho feito sempre um trabalho voluntário por amor à camisola", justificou.

A emigrante de Arcos de Valdevez (Viana do Castelo) pretende continuar a ser voluntária "enquanto estiver com sangue nas veias".

O mais importante é "conviver com pessoas da terceira idade, dar-lhes carinho, passar tempo com eles", diz.

O presidente da ACAPO, Joe Eustáquio, considera que atribuição das bolsas de estudo "é um investimento para o futuro", a reconhecer o "mérito no trabalho que as associações têm desenvolvo".

Foram distribuídas 16 bolsas de estudo, mais três categorias especiais, entregues pelos filiados na ACAPO.

Ruben Marques, de 14 anos, frequenta atualmente o ensino secundário, e não tem dúvidas que a bolsa vai ajudá-lo a cumprir o seu sonho em ser "polícia".

Também Joanna Assunção, aluna do ensino secundário, tem aspirações em ser veterinária, o que se torna mais possível agora com o patrocínio da bolsa.

Foram entregues três bolsas de estudo especiais, denominadas por Damião da Costa (Noah Ganhão) e por Armando ‘Rilhas', dividida por duas categorias ‘Música' (Jennifer Bettencourt) e Desportivo (Katrina Fernandes), patrocinadas.

Jennifer Bettencourt, uma jovem fadista de 30 anos, espera agora com esse apoio financeiro da bolsa, "lançar em breve seu primeiro CD de fado".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.