Luso-americano desenha estátua de Capitão América em Nova Iorque


 

Lusa/AO online   Nacional   9 de Ago de 2016, 18:07

A estátua do Capitão América que é inaugurada na quarta-feira em Brooklyn, Nova Iorque, para celebrar os 75 anos do herói da banda desenhada da Marvel, foi desenhada pelo luso-americano Nelson Ribeiro.

 

"Quando este projeto chegou ao meu departamento, voluntariei-me logo para ficar com ele. O Capitão América foi sempre um dos meus super-heróis preferidos", explicou o ilustrador à Lusa.

Nelson Ribeiro é filho de emigrantes de uma aldeia do concelho de Gouveia que chegaram aos EUA na década de 1960, e nasceu em Sleepy Hollow, no estado de Nova Iorque.

"Como filho de emigrantes, o Capitão América foi sempre especial porque defende toda a gente, sejam americanos ou não. Decide fazer sempre a melhor coisa, mesmo que seja a mais difícil, e isso é para mim a melhor representação do que é ser americano", explica.

"Podemos não ter a capacidade de voar ou ser à prova de bala, como outros super-heróis. Mas podemos ser um homem normal, como ele, que decide fazer sempre a coisa certa", diz.

O ilustrador formou-se em design gráfico na Joe Kubert School of Cartoon and Graphic Art e trabalhou 12 anos na Archie Comics, mas o objetivo foi sempre a Marvel.

Desde 2008 que trabalha na casa onde são criadas as aventuras do Homem-Aranha, do Homem de Ferro, do Wolverine ou dos X-Men.

Nos últimos anos, foi um dos editores responsáveis pelos 15 livros da série "Marvel Universe from A to Z" e dez aventuras do Homem-Aranha que foram publicadas num volume único.

Em 2012, a pedido da revista Notícias Magazine, suplemento do Diário de Notícias e Jornal de Notícias, Ribeiro criou o super-herói "Capitão Portugal."

Hoje, trabalha no departamento de serviços criativos globais da Marvel, que é encarregue de toda a produção artística além dos livros de banda-desenhada.

A nova estátua, feita de bronze, pesa uma tonelada e tem 4 metros de altura. Foi mostrada, pela primeira vez, no festival Comic-Con de San Diego, na Califórnia, no final do mês passado e depois de uma viagem através dos Estados Unidos chegou em outubro ao Sunset Park de Brooklyn, que será a sua casa definitiva.

Nelson Ribeiro, que se encontra de férias em Portugal, ainda não viu a estátua, mas diz que será a primeira coisa que fará quando chegar aos Estados Unidos.

"Se pudesse, ia direto do aeroporto ainda com as malas", garante.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.