Lula da Silva defende "mais atores e mais negociadores" no Médio Oriente


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Mai de 2010, 17:57

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou esta quarta-feira que "são necessários mais atores e mais negociadores" para ajudar à resolução dos conflitos no Médio Oriente, incluindo o Irão, com o qual mediou um acordo.
Lula da Silva, que falava numa jornada dedicada ao Brasil organizada pelo jornal espanhol ElPais e o brasileiro Valor Económico, afirmou que "o Brasil quer tornar-se um grande actor político mundial", depois do acordo que mediou entre a Turquia e o Irão sobre o enriquecimento de urânio.

O presidente considerou, no entanto, que "falta uma nova governação global, com uma ONU mais reforçada, porque se continuar assim vão surgir problemas sérios".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.