Wikileaks

Luís Amado "nada tem a acrescentar" sobre voos da CIA

Luís Amado "nada tem a acrescentar" sobre voos da CIA

 

Lusa/AO online   Nacional   2 de Dez de 2010, 11:14

O Ministério dos Negócios Estrangeiros “nada tem a acrescentar” ao que foi dito sobre os voos da CIA e lamenta “a manipulação oportunista” de quem confunde o repatriamento de detidos com esses voos, disse a porta-voz do MNE.
“Sobre os designados 'voos da CIA', o MNE nada tem a acrescentar ao que foi afirmado em sede de comissão parlamentar e no âmbito do inquérito aberto pela Procuradoria-Geral da República, ao qual foi fornecida exaustiva documentação para uma avaliação pormenorizada e que foi arquivado em Junho 2009”, disse Paula Mascarenhas.

“Lamentamos a manipulação oportunista que deliberadamente pretende estabelecer uma confusão entre repatriamento de detidos e os designados 'voos da CIA' que, como é sabido, aludem ao transporte ilegal de suspeitos de terrorismo”, acrescentou.

A porta-voz disse também “lamentar que responsáveis políticos aproveitem o conteúdo de documentos subtraídos ao governo americano com objectivos pessoais e partidários”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.