Açores/Eleições

Livre defende legislação pioneira em matéria de resíduos

Livre defende legislação pioneira em matéria de resíduos

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Out de 2016, 19:36

O cabeça de lista do Livre pelo círculo eleitoral de São Miguel às eleições regionais, José Azevedo, defendeu hoje a criação de legislação "pioneira nos Açores" que obrigue à redução e reutilização de resíduos.

"Criar legislação que obrigue à redução dos resíduos e à sua reutilização [é uma das propostas] e nós pensamos que os Açores deviam ser pioneiros nisso. Nos Açores, todas as garrafas deviam ser reutilizáveis e todas as embalagens deviam ser de vidro ou de metal e não de plástico", disse José Azevedo numa visita ao aterro sanitário e unidade de vermicompostagem do Nordeste, na ilha de São Miguel.

Para o líder do partido nos Açores, esta "solução política" é justificável não só do ponto de vista ambiental mas também com vantagens ao nível do comércio local, através do "desenvolvimento de indústrias e serviços locais" para o efeito.

Na visita ao aterro sanitário e unidade de vermicompostagem do Nordeste, na ilha de São Miguel, José Azevedo assumiu "privilegiar" a abordagem utilizada, nomeadamente "uma triagem mecânica e biológica" e só admite que no limite se possa optar pela incineração de resíduos, prevista também para a ilha de São Miguel além de já fazer na Terceira.

"Pensamos que deve ser muito incentivada a reutilização, ou seja, a redução de tudo o que sejam plásticos, passar para embalagens de vidro ou embalagens reutilizáveis, e só no final então é que se pensa no tratamento e gestão de resíduos, mesmo neste caso deve ser feita uma triagem e devem ser utilizados mecanismos de reciclagem e maximização da redução desses resíduos. Pode acontecer que no final de todo este processo seja necessário incinerar alguma coisa mas será sempre em quantidades muito pequenas", sustentou.

O partido Livre candidata-se pela primeira vez a eleições legislativas regionais nos Açores.

Para a votação de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

Treze forças políticas apresentam-se a votos, mas nem todas concorrem nos dez círculos eleitorais. Apenas aos círculos de São Miguel, que elege 20 deputados, e de compensação, que elege cinco, concorrem todas.

Nas últimas eleições regionais, realizadas a 14 de outubro de 2012, o PS venceu com maioria absoluta e elegeu 31 deputados, seguido de PSD com 20 mandatos e do CDS-PP com três. BE, CDU e PPM elegeram um parlamentar cada.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.