Assembleia Legislativa Regional

Lista de espera para cirurgias não urgentes diminuiu

Lista de espera para cirurgias não urgentes diminuiu

 

Lusa / AO online   Regional   14 de Jul de 2010, 18:14

Os doentes em lista de espera há mais de 18 meses para pequenas e médias cirurgias nos Açores desceram de 1264 para 980 entre Março e Junho, anunciou esta quarta-feira o secretário regional da Saúde, Miguel Correia.
Os novos dados foram esta quarta-feira divulgados no plenário da Assembleia Legislativa Regional, que decorre na Horta, Faial, durante uma sessão de perguntas ao governo sobre saúde promovida pelo CDS/PP.

Miguel Correia salientou ainda que o executivo espera que “sejam resolvidas até ao final do ano” estas cirurgias consideradas não urgentes, envolvendo doentes que aguardam pelas intervenções há mais de 18 meses.

Nesse sentido, revelou que foram canalizados recursos para que estas cirurgias sejam pagas aos hospitais açorianos ou para que sejam realizadas por médicos vindos do continente, como acontece no Hospital de Angra do Heroísmo na especialidade de neurocirurgia.

Segundo o secretário regional da Saúde, no ano passado foram realizadas nos Açores 237 cirurgias por médicos deslocados do continente, considerando que os bons resultados alcançados fazem com que esta seja “uma medida para continuar”.

Os dados revelados por Miguel Correia relativos às listas de espera para pequenas e médias cirurgias com mais de 18 meses suscitaram criticas dos partidos da oposição, tendo Pedro Gomes, do PSD questionado os números divulgados pelo executivo.

Por seu lado, Artur Lima, do CDS/PP, recordou que existem doentes que aguardam desde 2004 por cirurgias em ortopedia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.