Turismo

Lisboa e Porto entre as "100 Cidades mais bonitas do mundo"

 Lisboa e Porto entre as "100 Cidades mais bonitas do mundo"

 

Lusa/AO online   Nacional   10 de Set de 2012, 11:15

"Li Si Ben" (Lisboa, em chinês) e "Bo Er Tu" (Porto) estão entre as "100 Cidades mais bonitas do mundo", segundo um guia turístico à venda nas livrarias chinesas.

A capital portuguesa e o Porto são mesmo as primeiras da lista, ordenada por critérios geográficos, desde o extremo ocidental da Europa até à Cidade do Cabo, na África do Sul.

Quase metade (48) ficam na Europa e dos outros sete países de língua portuguesa só há mais uma cidade entre as 100 escolhidas: Rio de Janeiro.

A China tem quatro cidades na lista (Pequim, Xangai, Lhasa e Hong Kong), menos do que os Estados Unidos (seis) e a Espanha (cinco)

O guia, com 200 páginas, faz parte de uma série de cinco volumes que inclui uma seleção mundial das "100 Praças mais bonitas", "100 Catedrais mais bonitas", "100 Parques Naturais mais bonitos" e "100 Museus mais bonitos".

No último caso, Portugal ("Pu Tao Ya", em chinês) está ausente, mas quanto a catedrais, Lisboa contribui com duas: a Sé e os Jerónimos.

A Ilha da Madeira é um dos "100 Parques Naturais mais bonitos do mundo" e o Terreiro do Paço, em Lisboa, é uma das cem praças selecionadas.

Cada guia custa 50 yuan (6 euros), menos do que um bilhete de cinema e pouco mais do que um dia de salário mínimo em Pequim.

Na última década, os livros de viagem, mapas e guias turisticas passaram a ocupar lugar de destaque nas livrarias de Pequim, Xangai e outras grandes cidades chinesas, correspondendo ao acelerado crescimento da classe média.

Em 2011, o número de chineses que passaram férias fora do continente cresceu vinte por cento, para 69 milhões, e este ano deverá exceder os 80 milhões.

A maioria ficou por Hong Kong e Macau, a nova capital mundial do jogo, já à frente de Las Vegas, mas cada vez há mais chineses a viajar para o sueste Asiático, os Estados Unidos e a Europa.

Há três meses, o Turismo de Portugal reuniu em Pequim nove empresas portuguesas do setor, a maioria das quais agências de viagens, e cerca de trinta profissionais chineses, na maior ação do género promovida na capital chinesa.

Apenas cerca de 40.000 a 50.000 turistas chineses visitaram Portugal em 2011, mas segundo realçou na altura o diretor de promoção do Turismo de Portugal, Miguel Morais, a China "é um mercado emergente".

"O turismo, na China, está numa fase de crescimento. Oxalá as empresas portuguesas saibam tirar partido das oportunidades", afirmou o mesmo responsável.

O site daquele organismo - www.visitportugal.com - já tem uma versão em chinês.

Pelas contas da European Travel Comission, em 2030, a Europa atrairá cerca de oito milhões de turistas chineses, mais de o dobro dos 3,8 milhões registados em 2010.

A Rússia, que partilha com a China uma fronteira com cerca de 4.300 quilómetros de comprimento e que recebeu então 848.000 turistas chineses, foi o destino mais procurado, seguido da Alemanha (593.000), França (558.000) e Itália (485.000).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.