Ligações marítimas sazonais nos Açores arrancam na sexta-feira

Ligações marítimas sazonais nos Açores arrancam na sexta-feira

 

Lusa/AO Online   Regional   27 de Abr de 2016, 12:19

O presidente da Atlânticoline disse hoje que a empresa vai iniciar a operação sazonal nos Açores na sexta-feira, com 24 horas de atraso, na sequência da reinspeção de que foi alvo o navio Express Santorini.

 

“O navio foi sujeito a uma reinspeção na terça-feira e teve, por parte das autoridades marítimas portuguesas, autorização para navegar sem restrições”, declarou João Ponte.

Numa primeira inspeção ao navio, as autoridades marítimas detetaram problemas ao nível de uma bomba de esgoto, pequenas fugas de óleo e na documentação relativa ao sistema de combate a incêndios.

O responsável da Atlânticoline, transportadora marítima de passageiros e viaturas, de capitais públicos, salvaguardou que fica assim assegurada a operação marítima para as festas religiosas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, que arrancam na sexta-feira e marcam o início da operação sazonal.

João Ponte explicou que, na sequência do atraso de um dia, o navio, em vez de navegar para Ponta Delgada oriundo de Lisboa, fará uma “viagem de recolocação” diretamente para a cidade da Horta, na ilha do Faial, ficando assim “prejudicada a ligação de quinta-feira”, que contemplava Ponta Delgada-Praia da Vitória-Horta.

O responsável pela Atlânticoline frisou que aquela ligação tinha reservas para 15 passageiros, que serão agora redirecionados, por via aérea, pela transportadora açoriana SATA.

João Ponte informou que na sexta-feira o navio vai sair da Horta com destino a Ponta Delgada, deslocando-se no mesmo dia a Santa Maria. Regressa no dia seguinte à ilha de São Miguel, onde permanecerá durante o fim de semana das festas do Santo Cristo, até reiniciar as viagens segunda-feira.

O presidente da empresa referiu que na operação sazonal, efetuada por dois navios fretados, assistiu-se em 2015 a uma redução de 6% no transporte de passageiros devido às várias avarias com que a operadora foi confrontada nos meses de junho e agosto, tendo nos restantes meses registado um aumento.

João Ponte está convicto de que se a operação deste ano não for confrontada com incidentes, vai ocorrer um aumento da procura por parte de passageiros locais e turistas, na sequência da liberalização do transporte aéreo entre o continente e os Açores.

A operação sazonal de transporte marítimo de passageiros e viaturas vai decorrer de 29 de abril a 25 de setembro, com dois navios, custando à Atlânticoline 5,6 milhões de euros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.