Liga condena "todas as práticas que não respeitem a verdade desportiva"


 

LUSA/AO online   Futebol   14 de Mai de 2016, 20:52

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional afirmou hoje, em reação às detenções de jogadores por alegada corrupção, que "condena todas as práticas que não respeitem a verdade desportiva" e confia na "capacidade das autoridades" policiais

"A Liga condena todas as práticas que não respeitem a verdade desportiva ou a tentem desvirtuar e confia na capacidade das autoridades, de modo a que se investigue e apure algum tipo de ilícito, no sentido de assegurar a integridade das competições profissionais”, lê-se num comunicado publicado no site oficial do organismo.

Quatro jogadores do Oriental foram detidos pela Policia Judiciária (PJ) depois do triunfo por 3-2 no dérbi lisboeta com o Atlético, na 46.ª e última jornada da II Liga.

Fonte policial adiantou à agência Lusa que está em curso uma operação em todos o país relacionada com o "combate à corrupção no fenómeno desportivo" e que, além dos quatro jogadores do Oriental, há "mais detidos".

“A Liga estará sempre do lado do esclarecimento, da transparência e da legalidade, batendo-se por um futebol profissional limpo, responsável e moderno. E será rigorosa no cumprimento dos regulamentos, em defesa dos direitos de todos os participantes nas nossas competições”, reforçou o organismo que rege os campeonatos profissionais.

A operação em curso da Unidade de Combate à Corrupção da PJ tem o nome de 'Jogo Duplo'.

A mesma fonte policial não quis confirmar se as detenções estão relacionadas com a viciação de resultados no futebol.

O Oriental terminou a II Liga no penúltimo lugar e foi despromovido ao Campeonato de Portugal, terceiro escalão.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.