Freguesias

Líder regional da ANAFRE quer desempregados a trabalhar para juntas de freguesia


 

Lusa / AO online   Regional   10 de Fev de 2010, 14:45

A possibilidade dos beneficiários do subsídio de desemprego e do rendimento social de inserção realizarem tarefas para as juntas de freguesia é uma das medidas defendidas pelo novo presidente da ANAFRE nos Açores, que toma posse sábado.
António Henrique Alves revelou esta quarta-feira que pretende propor ao governo regional a "alteração dos protocolos de desemprego e rendimento social de inserção, para que os beneficiários realizem tarefas para as juntas de freguesia dos concelhos onde residem”.

Por outro lado, também tenciona apresentar ao executivo açoriano "um projecto que permita que os jovens dos estágios técnicos e de licenciatura possam estagiar nas juntas de freguesia”.

O presidente eleito da Delegação Regional dos Açores da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), que toma posse sábado numa cerimónia a realizar nos Paços do Concelho de Angra do Heroísmo, na Terceira, definiu como uma das prioridades do seu mandato a aproximação da instituição às juntas de freguesia.

“É fundamental melhorar a relação técnica e de funcionamento entre a delegação (da ANAFRE nos Açores) e as suas associadas na região, assim como com a sede nacional em Lisboa” defendeu António Henrique Alves, que é também presidente da Junta de Freguesia de Posto Santo, no concelho de Angra do Heroísmo.

No quadro da melhoria das relações com as autarquias locais, o novo líder da ANAFRE nos Açores defendeu ainda a necessidade de um “maior e melhor apoio jurídico e contabilístico às juntas de freguesia".

Nesse sentido, manifestou a intenção de "melhorar o portal da ANAFRE (na Internet), onde poderão ser contactados juristas e economistas”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.