Açores/Eleições

Líder do PSD chamado de "presidente" em dia dedicado às pescas e à saúde

Líder do PSD chamado de "presidente" em dia dedicado às pescas e à saúde

 

Lusa/AO Online   Regional   13 de Out de 2016, 13:26

O cabeça de lista do PSD por São Miguel às eleições de domingo, Duarte Freitas, foi hoje chamado de "presidente" por uma moradora de Rabo de Peixe, num dia dedicado às pescas e à saúde.

 

"Olá senhor Presidente. Como vai? Seja muito bem-vindo à vila de Rabo de Peixe", disse uma moradora do bairro dos pescadores, na vila do concelho da Ribeira Grande, à porta de casa quando foi cumprimentada pelo candidato social-democrata e líder do PSD/Açores.

À Lusa Duarte Freitas, líder do maior partido da oposição na região autónoma, disse já se ter habituado a ser tratado por presidente e que vai a Rabo de Peixe com frequência e "sentido de responsabilidade", sem se alongar em comentários, porque mais à frente havia eleitoras à espera de um beijo.

Junto à igreja paroquial, um grupo de três mulheres de pescadores pediu a Duarte Freitas para defender a pesca e o futuro dos filhos, tendo o candidato referido que para isso é necessário que todos vão votar no PSD no domingo.

Já na cidade da Ribeira Grande, em frente ao único centro de saúde, Duarte Freitas assumiu o compromisso de reduzir o tempo de espera por uma cirurgia de três anos para 12 meses "no máximo", caso venças as eleições.

"Isso faz-se com a produção acrescida em termos cirúrgicos, com uma melhor gestão das várias unidades hospitalares da região", destacou o candidato, acrescentando que com a deslocação de vários especialistas às ilhas "em vez de se gastar mais dinheiro vai-se poupar".

Segundo Duarte Freitas, nos Açores há 11.000 açorianos à espera de uma cirurgia e a média nacional de espera por uma operação são três meses e nos Açores são três anos.

"Isso sim é ser português de segunda por causa do Governo Socialista dos Açores", considerou Duarte Freitas.

O candidato social-democrata criticou ainda a proposta de Orçamento do Estado para 2017 do Governo da República, liderado pelo PS, considerando que contém "políticas venezuelanas", porque "as pessoas que pouparam a sua vida inteira são essas que se preparam para serem atingidas".

"Não queremos puxar para baixo aqueles que trabalharam e pouparam. Queremos é puxar para cima aqueles que atravessam dificuldades. Esta é a visão social-democrata", destacou Duarte Freitas, alegando que o PS, Bloco de Esquerda e PCP pensam diferente.

O dia de campanha termina hoje em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, com um jantar comício nas Portas do Mar, obra emblemática do Governo Regional socialista.

Para a votação de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher, entre as treze forças políticas que concorrem, os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.