Líder do PSD/Açores recandidata-se em eleições diretas em dezembro

Líder do PSD/Açores recandidata-se em eleições diretas em dezembro

 

Lusa/AO Online   Regional   25 de Out de 2016, 13:08

O PSD/Açores vai realizar em dezembro eleições diretas estatutárias para eleger o líder do partido, ato a que se recandidata o atual presidente, apesar da derrota eleitoral sofrida este mês nas eleições regionais, foi hoje anunciado.

 

“Há três anos, eu disse que o partido precisava de estabilidade. Na minha moção e no congresso disse que, perdendo ou ganhando as eleições de 2016, era candidato ao próximo ato eleitoral [do PSD], que ocorre quatro anos após ter sido eleito estatutariamente, com toda a tranquilidade”, afirmou Duarte Freitas, numa conferência de imprensa em Ponta Delgada, ilha de São Miguel.

O PSD, o maior partido na oposição no arquipélago, conquistou a 16 de outubro nas eleições legislativas regionais, cuja vitória foi do PS, 19 dos 57 mandatos para o parlamento regional, quando no sufrágio de 2012 elegeu 20 deputados.

Na última reunião estatutária da Comissão Política Regional do PSD/Açores, que decorreu na noite de segunda-feira em Ponta Delgada, foi decidido convocar o Conselho Regional, órgão ao qual compete definir as datas das eleições diretas e dos congressos, para dia 05 de novembro, na cidade da Horta, ilha do Faial.

Duarte Freitas adiantou que será proposta nesta reunião a data de 19 de dezembro para as eleições diretas, a realização, em simultâneo, da eleição de oito das nove comissões políticas de ilha e de dez das 15 comissões políticas concelhias, todas em final de mandato.

Para o congresso regional do PSD será proposta a data entre 20 e 22 de janeiro de 2017, na ilha de São Miguel.

Questionado sobre as demissões tornadas públicas esta semana na imprensa regional nas duas comissões políticas concelhias na ilha Terceira, Duarte Freitas referiu que os órgãos de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória estavam em final de mandato e teriam de ir novamente a eleições.

“As pessoas têm direito a tomar decisões políticas que entendam, mesmo que sejam relativamente inconsequentes”, afirmou o dirigente social-democrata, que pediu desculpa por não ter respondido a perguntas dos jornalistas na noite eleitoral, alegando que queria primeiro reunir com a Comissão Política Regional para analisar os resultados eleitorais.

Segundo o líder do PSD/Açores, o partido tem, atualmente, 10.796 militantes, sendo que desde 16 de outubro já entraram 57 novas inscrições, e salientou que “todos eles podem ser candidatos à liderança”, desde que reúnam 500 assinaturas.

Duarte Freitas, 50 anos e natural da ilha do Pico, é o sétimo líder do PSD/Açores em 40 anos de autonomia, tendo sido eleito em dezembro de 2012, com 92,6%, depois da demissão de Berta Cabral, que perdeu as eleições legislativas regionais de 2012 para o PS.

Em setembro, o candidato do PSD a presidente do Governo dos Açores reafirmou, em entrevista à agência Lusa, que a questão da sua demissão não se colocava se perdesse as eleições regionais, nas quais concorre por São Miguel.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.