Líder do PSD/Açores diz que o Governo Regional virou costas aos lavradores

Líder do PSD/Açores diz que o Governo Regional virou costas aos lavradores

 

LUSA/AO online   Economia   16 de Set de 2015, 18:40

O líder do PSD/Açores, Duarte Freitas, acusou hoje o Governo Regional de ter virado as costas aos lavradores, por não ter implementado medidas regionais para fazer face ao fim das quotas leiteiras

"Não podemos estar meramente à espera de soluções de Bruxelas. Foi o Governo Regional socialista que disse que estava preparado para o fim das quotas leiteiras. Não estava. Não tomou as medidas de política agrícola regional, virou as costas ao setor leiteiro dos Açores", frisou, em declarações aos jornalistas, à margem do plenário da Assembleia Legislativa da Região, na Horta.

Portugal vai receber 4,8 milhões de euros de ajudas para apoiar o setor do leite e produtos lácteos, de um total de 420 milhões distribuídos por todos os Estados-membros.

O secretário regional da Agricultura e Ambiente dos Açores, Luís Neto Viveiros, já anunciou que vai pedir para ser ouvido sobre a repartição deste montante, alegando que a região representa 30% da produção nacional de leite e cerca de 50% na produção dos queijos.

Nesse sentido, disse que o executivo "não abdica" de reivindicar a afetação à região de 45% dos 4,8 milhões de euros de ajudas atribuídos a Portugal, considerados, apesar de tudo, "insuficientes" para fazer face à crise que o setor atravessa.

O líder regional do PSD considerou igualmente que as medidas anunciadas por Bruxelas "são insuficientes" e é necessário garantir que possam ter "outra latitude".

No entanto, reiterou que "é preciso também que da parte da região existam as respostas necessárias, que foram anunciadas existir e que pelos vistos não estão no terreno".

Duarte Freitas lembrou ainda que o PSD/Açores defendeu em abril a criação de um mecanismo a nível europeu de salvaguarda dos produtores, quando os preços baixarem a partir de um determinado nível.

"A nível do Governo nacional, foram aproveitadas as condições que alguns países começavam a dar nota de possibilitar criar este mecanismo, mas isto leva o seu tempo", salientou.

Na resposta, o deputado regional do PS Duarte Moreira, também em declarações na Horta, considerou que Duarte Freitas “chegou tarde e mal” a este debate, sem apresentar uma proposta concreta.

O socialista salientou que o problema do setor do leite é europeu e “tem de ser resolvido no âmbito da União Europeia”, sendo o Governo da República a negociar diretamente com Bruxelas.

Assegurando que o Governo Regional está “extremamente empenhado” em minimizar a crise que os produtores enfrentam, Duarte Moreira considerou que a intenção do PSD é, “em período eleitoral, desviar as atenções daquilo que foi uma péssima negociação” por parte do Governo da República.

 

*Notícia atualizada às 19h43

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.