Líder do PCP/Açores defende obras nos aeroportos de Santa Maria e Horta

Líder do PCP/Açores defende obras nos aeroportos de Santa Maria e Horta

 

Lusa/AO Online   Regional   20 de Abr de 2015, 13:29

O líder do PCP/Açores, Aníbal Pires, defendeu hoje obras nos aeroportos da Horta (Faial) e de Santa Maria, geridos pela ANA, alegando que o investimento público dos últimos anos incidiu sobretudo em Ponta Delgada, em São Miguel.

“O aeroporto de Santa Maria tem um problema acrescido pelo facto de a concessionária do aeroporto ter sido privatizada e, portanto, o aeroporto estar entregue a uma empresa privada, assim como mais três aeroportos da região. E o investimento público que foi feito nos últimos anos dirigiu-se no essencial para o aeroporto de Ponta Delgada, deixando o aeroporto de Santa Maria ao abandono e o da Horta sem hipótese de sofrer obras de melhoria das suas condições de operacionalidade”, afirmou Aníbal Pires à Lusa.

O único deputado do PCP no parlamento dos Açores inicia ao final do dia de hoje uma visita à ilha de Santa Maria, no grupo Oriental do arquipélago, no âmbito da atividade parlamentar.

No caso do aeroporto da ilha de Santa Maria, Aníbal Pires acrescentou ainda que a questão das escalas técnicas é um tema “na ordem do dia, em virtude das medidas que decorrem do plano de revitalização económica da ilha Terceira”. O plano contempla um conjunto de iniciativas para tentar minimizar o impacto da redução do contingente dos Estados Unidos na base das Lajes.

Em março, o Governo Regional dos Açores pediu ao Ministério da Defesa e à ANA – Aeroportos de Portugal para tomarem as "medidas necessárias" que permitam escalas técnicas noturnas de voos nos aeroportos das Lajes (ilha Terceira) e de Santa Maria.

Recentemente, o Conselho de Ilha de Santa Maria manifestou a sua insatisfação com os argumentos apresentados pelo presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, para usar também o aeroporto da ilha Terceira para escalas técnicas, até aqui feitas apenas no aeroporto mariense.

Para Aníbal Pires, aquilo que neste momento é “exigível” em relação a Santa Maria é que “a empresa concessionária não só faça as necessárias obras para melhorar as condições do aeroporto, mas sobretudo altere a sua política relativamente à questão das escalas técnicas", de modo a tornar a infraestrutura "mais competitiva para o tráfego aéreo que atravessa o Atlântico Norte".

"Mas esta exigência em relação à ANA tem que ser colocada. Irá ser colocada pelo PCP, mas a região também o deve fazer de modo a manter aqui o funcionamento do aeroporto de Santa Maria em condições que não coloquem em causa os postos de trabalho e toda a dinâmica que se cria à volta do seu funcionamento", sustentou o deputado.

O Grupo ANA é responsável, na Região Autónoma dos Açores, pelos aeroportos de Ponta Delgada (ilha de São Miguel), Horta (ilha do Faial), Santa Maria e Flores.

Além do contacto com a população mariense, o deputado comunista vai visitar em Santa Maria, até sexta-feira, a lota de Vila do Porto, reunindo-se com a Associação de Pescadores, com a Câmara Municipal, com o presidente da Junta de Freguesia de Vila do Porto, com os Serviços de Desenvolvimento Agrário e com associações locais.

“Temos incluído nesta visita assuntos de ordem cultural, do setor produtivo, quer pescas e agricultura e ainda questões do poder autárquico, assim como o tema do aeroporto de Santa Maria e a sua importância no contexto regional e, sobretudo, a importância para a economia e emprego da ilha”, frisou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.