Construção

Licenciamento de novas habitações nos níveis mais baixos de sempre

Licenciamento de novas habitações nos níveis mais baixos de sempre

 

Lusa / AO online   Economia   10 de Ago de 2010, 11:34

O número de espaços novos licenciados para habitação em Portugal nos primeiros cinco meses deste ano caiu 13,3 por cento em termos homólogos, o que correspondeu a menos 1.627 fogos autorizados do que no mesmo período de 2009.
Em comunicado hoje emitido, a Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços (AECOPS) afirma que, a manter-se esta quebra, “no final do ano o número de fogos novos licenciados não ultrapassará os 23.500, representando, de longe, o mínimo desta série anual iniciada pelo INE em 1994 e mesmo o valor mais baixo de que a AECOPS tem registo desde 1970”.

Na sua análise de conjuntura regional de Agosto, a AECOPS comprova “as grandes dificuldades que o segmento da habitação atravessa no país, não permitindo antever qualquer possibilidade de recuperação da actividade residencial, pelo menos a curto prazo”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.