Turquia

Libertado homem que tentou matar o papa em 1981


 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Jan de 2010, 10:31

Mehmet Ali Agca, o turco que tentou matar o papa João Paulo II em 1981, foi libertado esta segunda-feira de uma prisão perto de Ancara, anunciou o seu advogado.
"O processo de libertação foi concluído", declarou o seu advogado, Yilmaz Abosoglu, no exterior da prisão de alta segurança, situada a 60 quilómetros de Ancara, e protegida por bastantes forças policiais.

Antigo militar de extrema direita, hoje com 52 anos, Mehmet Ali Agca estava detido há 30 anos.

O seu advogado explicou aos jornalistas que Mehmet Ali Agca será imediatamente transportado para um posto de recrutamento do Exército, porque nunca efectuou o serviço militar, sob risco de ser acusada de delito de fuga pelas autoridades militares turcas.

Ali Agcca foi detido na Turquia depois de ter sido extraditado de Itália, em 2000, por vários crimes cometidos em Istambul, antes de ter tentado assassinar o Papa João Paulo II a 13 de Maio de 1981, na Praça de S. Pedro, no Vaticano, ferindo-o gravemente no abdómen.

O papa João Paulo II, que visitou o turco na sua cela em 1983, perdoou Ali Agca mesmo antes de este ser indultado pelo presidente italiano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.