Leite dos Açores é o pior pago da Europa por falta de estratégia para a agricultura

Leite dos Açores é o pior pago da Europa por falta de estratégia para a agricultura

 

Lusa/AO Online   Regional   16 de Nov de 2017, 16:51

O líder do PSD/Açores, Duarte Freitas, afirmou esta quinta-feira que a falta de estratégia na agricultura regional faz do leite açoriano o pior pago da Europa.


“Temos talvez um dos melhores leites da Europa e do mundo e temos o leite pior pago da Europa. Isto revela bem aquilo que tem sido uma política errada ou uma falta de estratégia política para a agricultura, o que faz com que os nossos produtores que evoluíram individualmente e que produzem um excelente leite sejam os piores pagos da União Europeia”, disse Duarte Freitas.

O presidente do maior partido da oposição nos Açores falava aos jornalistas após um encontro com a direção da Associação Agrícola de São Miguel, em Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande, no âmbito da análise das propostas de Plano e Orçamento regionais para 2018.

Destacando que “o setor agrícola tem um peso económico fundamental”, Duarte Freitas adiantou que “o preço médio do leite na União Europeia no mês de outubro foi de 0,37 cêntimos, a nível nacional foi de 0,31 cêntimos, o preço médio mais baixo na União Europeia foi na Roménia de 0,30 cêntimos e nos Açores foi de 0,28 cêntimos”.

O dirigente defendeu a necessidade de ser encontrada “estratégia agrícola nos Açores”, acrescentando que deveriam ser “ouvidas mais as entidades privadas e os partidos de oposição”.

“O PSD Açores já há muito tempo que apresentou uma proposta que tinha a ver com a criação de um gabinete em Bruxelas, isso foi sempre protelado, até que finalmente foi instalado, mas mesmo assim não com a lógica imprescindível que o PSD tem vindo a defender. Por exemplo, defendemos ao longo de muitos anos o centro do leite ou o observatório do leite, foi sempre negado e finalmente foi criado”, lembrou.

Duarte Freitas diz que o PSD/Açores vai avançar com uma proposta que considera “muito importante” para a mudança que os Açores precisam ao nível da valorização do leite.

“Um programa de investigação e desenvolvimento para sugestionar as nossas indústrias e apoiar as nossas indústrias ao longo de três a cinco anos a criarem novos produtos, a incorporarem a qualidade do nosso leite nos produtos, a procurarem novos mercados, a fazerem chegar esses produtos aos mercados de forma valorizada, de maneira a que o excelente leite que os nossos produtores hoje em dia têm possa ser valorizado”, referiu.

O grupo parlamentar do PSD/Açores está a fazer um conjunto de reuniões com várias entidades no âmbito do debate dos documentos orçamentais para o próximo ano que, segundo Duarte Freitas, são, “cada vez mais, uma discussão do estado da Região”.

Os Açores, com 2,5% do território nacional, produzem cerca de 30% do leite do país e 50% do queijo.

As propostas de Plano e Orçamento regionais para 2018 vão ser debatidas e votadas na última semana de novembro na Assembleia Legislativa Regional.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.