Lavoura contra penalizações da indústria por produção excessiva

Carregando o video...

 

Rui Jorge Cabral   Regional   6 de Mar de 2015, 19:00

O presidente da Associação Agrícola de São Miguel (AASM), Jorge Rita, está contra a intenção da indústria de penalizar os produtores que entreguem leite acima do que está contratado a partir já do próximo mês de abril, quando o regime de quotas leiteiras terminar na União Europeia.

A Bel já avisou os seus produtores que não aceitará sem penalizações leite acima de determinados limites, não se sabendo ainda se outras indústrias seguirão o seu exemplo.
Jorge Rita alertou para esta situação hoje, durante a inauguração da Exposição de Máquinas e Equipamentos Agrícolas e Industriais, que decorre até domingo no Parque de Exposições de São Miguel, no recinto da Associação Agrícola, em Santana, com 12 empresas representadas.*

 

*Leia a reportagem completa e saiba mais sobre os contratos que vão substituir as quotas leiteiras a partir de abril no jornal Açoriano Oriental de sábado, 7 de março de 2015.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.