Justiça espanhola mantém irmã do rei como arguida


 

Lusa/AO online   Internacional   7 de Nov de 2014, 13:54

A Audiência Provincial de Palma de Maiorca, Espanha, decidiu manter a irmã do rei Felipe VI, a infanta Cristina, como arguida no processo conhecido como 'caso Nóos', acusada de delitos fiscais e branqueamento de capitais.

 

No auto dado hoje a conhecer, o tribunal confirma que a procuradoria anticorrupção e as acusações particulares e popular podem agora formular uma acusação contra a infanta e pedir que seja julgada.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.