Juros da dívida invertem tendência e ultrapassam os 6% nos títulos a 10 anos

Juros da dívida invertem tendência e ultrapassam os 6% nos títulos a 10 anos

 

Lusa   Economia   1 de Nov de 2010, 20:08

Os juros exigidos pelos investidores para comprar dívida portuguesa a 10 anos inverteram a tendência desta manhã e já ultrapassam os 6 por cento, valores máximos desde a véspera da apresentação do Orçamento.

Os investidores exigem um juro de 6,092 por cento pelos títulos de dívida portugueses com maturidade a dez anos, quando na anterior sessão (sexta feira), pediam um juro de 5,952 por cento, com o ‘spread’ face à dívida alemã a subir para os 369,9 pontos base.

Os juros não superavam os 6 por cento desde 14 de outubro, véspera da entregue da proposta de Orçamento na Assembleia da República.

No início de hoje, os juros exigidos estavam a descer ligeiramente.

Os juros exigidos pela dívida a cinco anos sobem também, para os 4,806 por cento (contra 4,638 por cento de sexta feira), enquanto os juros pedidos para comprar dívida portuguesa a dois anos sobem para 3,329 por cento (face aos 3,252 por cento da sessão anterior).

Os investidores estavam a aliviar a pressão sobre o mercado no início da sessão de hoje, a primeira desde que PSD e Governo chegaram a um acordo para viabilizar a proposta de Orçamento do Estado para 2011 na Assembleia da República.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.