Juncker vai hoje a votos no Parlamento Europeu para suceder a Durão Barroso

Juncker vai hoje a votos no Parlamento Europeu para suceder a Durão Barroso

 

Lusa/AO Online   Internacional   15 de Jul de 2014, 06:49

O Parlamento Europeu vota hoje, em Estrasburgo, a designação de Jean-Claude Juncker para a presidência da Comissão Europeia, necessitando o político luxemburguês de pelo menos 376 dos 751 votos para ser confirmado como o sucessor de Durão Barroso.

A votação está agendada para as 12:30 locais (11:30 de Lisboa), depois de o antigo primeiro-ministro luxemburguês e ex-presidente do Eurogrupo apresentar perante o "novo" Parlamento Europeu 2014-2019 o seu programa de trabalho para os próximos cinco anos.

A eleição parece, à partida, assegurada, já que Jean-Claude Juncker, que foi o candidato apresentado pelo Partido Popular Europeu (PPE), a família política vencedora das eleições de maio, ao conquistar 221 lugares, deverá contar com o apoio de boa parte das bancadas dos Socialistas e dos Liberais, mas o "suspense" manter-se-á até ao final, até porque o voto é secreto.

Uma vez confirmada a eleição, Juncker discutirá com os Estados-membros a designação dos restantes 27 comissários que comporão o seu executivo, e os líderes europeus reúnem-se já na quarta-feira em Bruxelas para debater a atribuição dos restantes altos cargos da UE, como os de presidente do Conselho e de Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros.

Juncker deverá suceder na presidência do executivo comunitário a José Manuel Durão Barroso, que termina o seu segundo mandato a 31 de outubro, deixando o cargo após 10 anos de exercício(2004-2014), um recorde de longevidade apenas igualado pelo francês Jacques Delors (1985-1995).

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.