Jovem agricultor detido quando cuidava de plantação de canábis


 

Lusa/AO online   Nacional   2 de Set de 2010, 18:25

Um trabalhador rural de 26 anos foi detido pela GNR da Lousã quando andava a cuidar de uma plantação de 35 pés de canábis, disse esta quinta-feira uma fonte da corporação.
Ouvido em tribunal, foi-lhe aplicada como medida de coação o termo de identidade e residência.

O arguido, solteiro, fica obrigado a apresentações periódicas às autoridades, seguindo o processo para inquérito, adiantou a fonte da GNR, indicando que o jovem foi interceptado quarta-feira ao início da noite, num terreno agrícola de Eira de Calva, arredores da Lousã.

A GNR apreendeu as plantas de canábis (cujo cultivo é ilegal, bem como a comercialização), que mediam entre 80 cm e 120 cm de altura.

Também na quarta-feira, às 14:00, a GNR da Lousã deteve cinco estrangeiros por alegado furto de produtos de beleza e de higiene pessoal em dois hipermercados, na Lousã e em Miranda do Corvo.

Os produtos, no valor aproximado de 1400 euros e a viatura em que eram transportados foram apreendidos. Segundo a mesma fonte, os suspeitos aguardam em liberdade os desenvolvimentos do processo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.