Media/Governo

José Eduardo Moniz garante que houve ingerência do Governo na TVI


 

Lusa / AO online   Nacional   11 de Fev de 2010, 14:51

José Eduardo Moniz, antigo director geral da TVI, garante que houve ingerência do Governo no caso que levou ao seu afastamento do canal e ao fim do “Jornal Nacional” e diz que disso sai beliscado o primeiro-ministro e o sistema judicial.
Moniz falava em Maputo, onde assinou pela Ongoing um acordo com um grupo de comunicação social de Moçambique.

Na sexta-feira, o semanário Sol transcreveu extractos do despacho do juiz de Aveiro responsável pelo caso Face Oculta em que este considera haver "indícios muito fortes da existência de um plano", envolvendo o primeiro-ministro, para controlar a TVI e afastar Moniz e a mulher, Manuela Moura Guedes, que apresentava o "Jornal Nacional". José Sócrates já negou que fizesse parte desse plano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.