José Ávila (PS) quer tornar Graciosa ilha autossustentável na energia


 

Lusa/AO Online   Regional   13 de Set de 2016, 05:59

O cabeça de lista do PS pelo círculo da Graciosa às eleições regionais dos Açores disse hoje que uma das apostas do programa eleitoral é a autossustentabilidade energética da ilha, onde o combate à desertificação é o "mais premente".

 

“Queremos transformar a Graciosa na primeira ilha verde do arquipélago, ao ser autossustentável do ponto de vista energético”, afirmou à agência Lusa José Ávila, que repete a candidatura de 2012.

O deputado, bancário de profissão de 56 anos, destacou também a criação de uma incubadora de empresas e o problema da água.

“Pretendemos, em colaboração com a Câmara Municipal, um estudo profundo sobre a situação das reservas aquíferas e o seu futuro, dado o agravamento da intrusão salina”, declarou José Ávila, natural de Angra do Heroísmo, Terceira, e a residir em Santa Cruz da Graciosa, único concelho da ilha.

O parlamentar adiantou que se recandidata porque, “apesar de muita coisa já ter sido feita ao nível das infraestruturas básicas em áreas como o turismo, as pescas e a agricultura, há ainda projetos por realizar” na ilha.

“Tivemos uma taxa de execução dos compromissos eleitorais de 77%, o que é muito bom, e o que falta nesses compromissos está a arrancar agora”, garantiu, referindo que investimentos na orla costeira ou no âmbito da autossustentabilidade energética da ilha são iniciativas nas quais gostaria de participar no lançamento e na consolidação.

José Ávila realçou, por outro lado, a importância de combater a desertificação, “o que só se faz com emprego e este só aparece com investimento”.

“Nos últimos anos temos fixado muitos jovens em serviços públicos e na agricultura, mas não é o suficiente para absorver todos os jovens que saem daqui para estudar”, reconheceu o deputado.

Considerando que o atual Governo Regional, liderado pelo PS, “fez o que era possível” nesta matéria, José Ávila admitiu que “pode sempre melhorar-se”, mas alertou que tal depende da capacidade financeira.

Militante do PS, José Ávila foi eleito deputado no parlamento regional em 2004, mandato que conquistou de novo em 2008. Nos dois sufrágios era número dois da lista pela Graciosa e, no último, concorreu como cabeça de lista.

Em 2005 foi candidato à Câmara de Santa Cruz da Graciosa e foi eleito vereador. É membro da Assembleia Municipal desde 2009.

O PS governa há 20 anos os Açores, onde há nove círculos eleitorais, coincidentes com cada uma das ilhas, e um círculo regional de compensação (que junta os votos que não permitiram eleger deputados nos círculos de ilha).

Nas últimas eleições regionais, o PS conquistou 31 dos 57 lugares do parlamento regional, enquanto o PSD, o maior partido na oposição, obteve 20 mandatos. O CDS-PP tem três deputados e BE, PCP e PPM conseguiram um mandato cada.

A ilha da Graciosa, que segundo as estimativas provisórias da população residente, do Instituto Nacional de Estatística, tinha o ano passado 4.339 habitantes, elege três deputados nas regionais de 16 de outubro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.