Internet

Jornal exorta Google a "não politizar" diferendo com a China


 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Jan de 2010, 10:33

Um jornal oficial chinês exortou esta segunda-feira a Google a não “politizar” o seu diferendo com a China, proclamando que a ”arrogância do Ocidente não irá funcionar” e defendendo em alternativa “uma negociação conciliatória”.
Num raro comentário acerca das alegações de censura feitas pela Google, o jornal Global Times salientou que, quando aquela empresa norte-americana lançou um "site" em chinês, em 2006, “a China tinha regras muito mais severas do que agora”.

A Google “precisa de reflectir por que razão está atrás do seu rival local na China e por que não obtém o apoio que desejava por parte dos internautas chineses”, acrescenta.

“Uma ruptura entre a Google e a China ferirá as duas partes”, mas o maior motor de busca do mundo “perderá ainda mais terreno entre os seus apoiantes se fizer disso um jogo de futebol publico”, diz também o Global Times, uma publicação do grupo Diário do Povo, órgão central do Partido Comunista Chinês.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.