Congresso da Agricultura dos Açores

Jorge Rita considera "inadmissível" queda dos preços na produção

Jorge Rita considera "inadmissível" queda dos preços na produção

 

Lusa / AO online   Regional   27 de Abr de 2010, 13:09

O presidente da Federação Agrícola dos Açores (FAA), Jorge Rita, advertiu hoje os industriais de lacticínios para a urgência da inversão da tendência de queda dos preços do leite à produção no arquipélago, que considerou ser “inadmissível”.
“Os preços do leite à produção recuaram entre 17 e 25 por cento últimos dois anos nos Açores, mas os produtos das indústrias de lacticínios da região registaram uma valorização média no mercado de um por cento”, afirmou Jorge Rita, sublinhando que “isso não pode continuar”.

O presidente da FAA, que falava na abertura do XII Congresso da Agricultura dos Açores, que decorre durante dois dias em Ponta Delgada, exigiu também dos industriais a valorização dos produtos lácteos do arquipélago, considerando que a transformação “continua sem fazer o trabalho de procura de produtos”.

A abertura deste congresso, que reúne cerca de 300 agricultores, políticos, técnicos nacionais e da Comissão Europeia, dirigentes da banca e de organizações de produtores, o secretário regional da Agricultura, Noé Rodrigues, considerou que a manutenção do regime de quotas seria positivo para os Açores, uma vez que permitiria proteger estruturas produtivas de menor dimensão.

Na impossibilidade da sua manutenção, considerou que o empenho da região deve concentrar-se na construção de um “caderno reivindicativo” que permita responder a uma nova realidade.

O secretário regional da Agricultura realçou ainda a aposta do executivo na melhoria do estatuto sanitário das explorações açorianas e na promoção e divulgação dos produtos regionais.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.