II Divisão Zona Centro

Jogar contra catorze foi missão impossível

Jogar contra catorze foi missão impossível

 

Arthur Melo   Futebol   18 de Abr de 2010, 21:46

Um dos muitos erros cometidos pelo trio de arbitragem bracarense que esteve  na Lagoa ditou a vitória do Arouca sobre o Operário por uma bola a zero, em partida da 28ª jornada da II Divisão Zona Centro

 Uma grande penalidade que apenas António Ferreira deslumbrou (Pedro Santos rematou, já na área, com Armindo no relvado a desviar para canto, surgindo depois um contacto entre ambos os jogadores) foi bem aproveitada por Bruninho, fixando aos 27 minutos o resultado final de um jogo em que os fabris, para além dos onze elementos aveirenses ainda tiveram de defrontar (sempre com nítido prejuízo) o trio de arbitragem.

 

Leia esta notícia na íntegra na edição de Segunda-feira do Açoriano Oriental, dia 19 de Abril de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.