Finanças

Jean-Claude Trichet afirma que crise da dívida não foi superada

Jean-Claude Trichet afirma que crise da dívida não foi superada

 

Lusa/AO online   Economia   30 de Out de 2011, 20:43

A crise da dívida que a Europa enfrenta não foi superada apesar das medidas tomadas pelos chefes de Estado e de Governo da zona euro, afirmou hoje o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet.

Numa entrevista publicada pelo jornal de domingo Bild am Sonntag, Trichet pediu aos governos da zona euro para manterem as promessas de reduzirem a dívida na Europa. «A crise ainda não acabou. Ela pôs a nu a fraqueza das economias desenvolvidas. Agora vamos ver as fraquezas das economias norte-americana e japonesa, mas também as da Europa», sublinhou. Numa reunião dos líderes da União Europa, realizada na quarta e quinta-feira em Bruxelas, os líderes europeus concordaram numa série de medidas que esperam que ponham cobro à pior crise económica da zona euro. Os líderes obtiveram ainda dos bancos a concordância destes em aceitarem um desconto substancial para as ações da dívida grega e a recapitalização das suas instituições e dotaram o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF) de um bilião de euros para evitarem que a crise se propague. "As decisões tomadas durante o encontro deverão ser aplicadas com alta precisão e velocidade", disse o presidente do BCE, acrescentando que as capitais europeias "têm agora uma tarefa difícil pela frente." "O estabelecimento de decisões plenas e em tempo útil é absolutamente essencial. Vamos acompanhar este processo com atenção. Agora é hora de agir", disse. Contra a crise, Trichet propõs uma cooperação mais estreita entre os 17 países da zona do euro. "Eu diria que, como um cidadão da Europa, não como presidente do BCE, poderíamos comprometer-nos a uma maior governação europeia com responsabilidades claramente definidas", sublinhou. O mandato de oito anos de Jean-Claude Trichet à frente do BCE termina na segunda-feira. Sucede-lhe o italiano Mario Draghi, que se estreará como líder do BCE numa conferência de imprensa, a realizar na quinta-feira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.