Itália lança operação para resgatar até 3.000 migrantes no Mar Mediterrâneo

Itália lança operação para resgatar até 3.000 migrantes no Mar Mediterrâneo

 

Lusa / AO online   Internacional   22 de Ago de 2015, 12:26

A Guarda Costeira italiana anunciou hoje o estabelecimento de uma operação para resgatar até 3.000 migrantes, à deriva no Mar Mediterrâneo, ao largo da costa da Líbia, após pedidos de socorro de 18 embarcações.

 

Pelo menos sete navios – seis italianos e um norueguês – participam nesta vasta operação de socorro a migrantes, que se encontram em 14 barcos semirrígidos e outras quatro embarcações, num total de 2.000 e 3.000 migrantes.

Mais de 104 mil migrantes de África, do Médio Oriente e do sul da Ásia já chegaram ao sul da Itália este ano, depois de serem resgatados no Mediterrâneo.

Outros 135 mil chegaram à Grécia e mais de 2.300 morreram no mar, durante a tentativa de chegar à Europa.

A polícia de Palermo, na Sicília, anunciou hoje ter detido seis egípcios acusados de serem traficantes de imigrantes, encontrados num barco à deriva a 19 de agosto.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.