Isabel Rodrigues destaca empenho do CNE no apoio a situações de emergência nos Açores

Isabel Rodrigues destaca empenho do CNE no apoio a situações de emergência nos Açores

 

Paula Gouveia   Regional   17 de Out de 2015, 11:30

A Secretária Regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares afirmou, em Angra do Heroísmo, que o Centro de Recursos do Corpo Nacional de Escutas (CNE) na Ribeira Seca é "uma prova inequívoca do seu empenho e participação cívica na sociedade açoriana e, neste caso em particular, junto da população da ilha Terceira".

Isabel Rodrigues falava sexta-feira na inauguração desta estrutura que, com o apoio do Governo dos Açores, através do Serviço Regional de Proteção Civil, utiliza um antigo edifício escolar, cedido pela Junta de Freguesia de São Sebastião, para manter em prontidão equipamentos e meios humanos de apoio às atividades escutistas e aos serviços oficiais de proteção civil em simulacros e catástrofes reais, num projeto que se deverá alargar a outras ilhas do arquipélago.

“Este empenhamento e apoio às populações nos Açores tem uma longa tradição no CNE. Praticamente desde a sua criação, os escuteiros estiveram sempre prontos para, desde a primeira hora, acorrer a ajudar no socorro imediato e no apoio subsequente nas situações de grande aflição que, infelizmente, assolam de vez em quando as nossas ilhas”, frisou Isabel Rodrigues.

Na sua intervenção, a Secretária Regional salientou que, “em casos de sismos, calamidades, cheias, intempéries e outas situações de necessidade, as populações sabem que podem contar com os escuteiros e, mais, confiam no seu trabalho, sempre bem coordenado, organizado e atento aos anseios de cada um e das suas famílias”.

“Esta ação”, acrescentou a governante, “aliada ao relevantíssimo trabalho quotidiano que desenvolvem junto das crianças e jovens nos Açores, é a tradução prática duma cultura de solidariedade e de participação cívica que o Corpo Nacional de Escutas tão bem transmite a sucessivas gerações de Açorianos”.

“É por tudo isto, e pelo trabalho que o CNE tem desenvolvido no arquipélago, que o Governo dos Açores apoia e continuará a apoiar o escutismo na Região e, em particular, este movimento que tem representação em todas as nove ilhas dos Açores e que conta com mais de 4000 escuteiros”, afirmou Isabel Rodrigues.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.