ETA

Iratxe de Barron extraditada para Espanha


 

Lusa/AO online   Internacional   28 de Out de 2010, 12:03

Iratxe Yáñez Ortiz de Barron, alegadamente membro da ETA, em prisão preventiva em Portugal depois de detida em Janeiro deste ano, em Vila Nova de Foz Côa, foi hoje extraditada para Espanha.
A suspeita, de 28 anos, foi hoje entregue, cerca do meio dia, pela polícia portuguesa à polícia nacional espanhola, no Centro de Cooperação Policial e Aduaneiro Caia/Elvas, perto da cidade espanhola de Badajoz.

A entrega da suspeita a Espanha pelas autoridades portuguesas foi feita numa operação discreta, mas com forte aparato policial.

Iratxe Yáñez Ortiz de Barron foi extraditada para Espanha para ser entregue às autoridades de Madrid, onde ficará em prisão preventiva, revelou à Agência Lusa fonte policial.

A suspeita vai seguir de avião de Badajoz para a capital espanhola.

Iratxe de Barron, que constava de uma lista de suspeitos de acções da organização levadas a cabo em Julho de 2009, foi detida a 09 de Janeiro em Vila Nova de Foz Côa, quando viajava com documentação falsa num veículo com matrícula francesa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.