Irão vai exportar gás natural para o Paquistão a partir de 2015


 

Lusa / AO online   Internacional   13 de Jun de 2010, 13:18

O Irão e o Paquistão assinaram hoje um acordo com o valor de sete mil milhões de dólares (cerca de seis mil milhões de euros) que permitirá à Republica Islâmica exportar gás natural para o seu país vizinho a partir de 2015.

Segundo a televisão estatal, o pacto habilitará o Irão a vender um milhão de metros cúbicos diários de gás natural ao Paquistão durante os próximos 25 anos através do denominado “oleoduto da paz”.

O gasoduto partirá de “South Pars”, localizado na costa do golfo Pérsico, e chegará ao território paquistanês através das províncias de Beluchistán e Sindh.

Uma obra de engenharia com mais de 1000 quilómetros de extensão, dos quais 900 já foram construídos, segundo os dados divulgados pela televisão iraniana.

O projeto tem uma segunda dimensão que poderá conduzi-lo até à Índia, embora as autoridades indianas tenham colocado nos últimos meses reticências em embarcar neste processo.

“Hoje é um dia feliz. Após décadas de negociações hoje asistimos à concretização do acordo”, disse o vice ministro iraniano do Petróleo, Javad Ouji, após a assinatura do acordo.

O responsável iraniano precisou que a partir da próxima semana engenheiros iranianos vão começar a construir os quilómetros que faltam ao oleoduto que vai ligar a cidade de Iranshahr com a fronteira.

Por sua vez, o vice ministro paquistanês da Energia, Kamran Lashari, afirmou que o Paquistão vai iniciar o estudo de viabilidade para a construção do gasoduto.

Islamabad estima que são necessários três anos para levar a cabo a obra que unirá a fronteira iraniana à localidade paquistanesa de Nawabshah, cerca de 700 quilómetros, adiantou Kamran Lashari.

O projeto é visto como crucial para o Paquistão, que pretende acabar com os problemas de fornecimento de eletricidade no país.

Teerão, por seu lado, dá um impulso ao projeto “South Pars”, maior campo de gás natural descoberto no país há 30 anos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.