IPMA emite aviso amarelo para cinco ilhas devido à agitação marítima

IPMA emite aviso amarelo para cinco ilhas devido à agitação marítima

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   27 de Fev de 2017, 17:31

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu esta segunda-feira um aviso amarelo para cinco ilhas dos Açores devido à previsão de agitação marítima.

 

Segundo a delegação regional dos Açores do IPMA, o aviso vigora para as ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge, Faial e Pico a partir das 16:53 locais (mais uma hora em Lisboa) até às 06:00 de 01 de março, quarta-feira.

O aviso é justificado devido à verificação de ondas no grupo central do arquipélago dos Açores "com uma altura significativa superior a seis metros".

O aviso amarelo, o terceiro de uma escala de três, significa uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Hoje, a forte ondulação provocou danos na Madalena, na ilha do Pico, e obrigou ao encerramento do porto, disseram à agência Lusa responsáveis das autoridades locais.

O IPMA informou que a ondulação atingiu os 13 metros, situação que "não estava prevista" e que foi "invulgar".

"De acordo com a informação das boias ondógrafo, do projeto CLIMAAT, as ondas atingiram cerca de 13 metros de altura. Não estava previsto. A altura significativa da onda prevista era de 5,5 metros, mas chegou quase aos oito metros", informou o responsável da delegação regional dos Açores do IPMA, Diamantino Henriques, justificando que, por essa razão, não foi emitido qualquer aviso meteorológico para agitação marítima.

A altura significativa corresponde à média de uma parte das maiores ondas registadas durante um determinado período de tempo.

Segundo Diamantino Rodrigues, "normalmente os modelos que servem para definir os avisos sobre-estimam a altura das ondas; neste caso subestimaram".

De acordo com o presidente da Câmara da Madalena, José António Soares, a "ondulação fortíssima" destruiu o museu onde está a exposição de lulas de Malcolm Clarke e ainda o rés-do-chão do premiado Cella Bar.

"A exposição está inutilizada", declarou José António Soares.

O comandante do porto da Horta, na ilha do Faial, determinou o fecho a toda a navegação do porto da Madalena, devido às condições meteorológicas, sobretudo o estado do mar.

O Cella Bar foi galardoado pela plataforma digital 'Archdaily' com o Prémio Edifício do Ano 2016.

No domingo, o capitão do porto de Santa Cruz das Flores e da Horta, Rafael da Silva, alertou para o "provável agravamento do estado do mar", na tarde desta segunda-feira, em cinco ilhas dos Açores, com ondas que poderiam atingir seis metros.

O projeto CLIMAAT surgiu em 2004 e visa o desenvolvimento de metodologias para o estudo da meteorologia e clima nas regiões insulares atlânticas e a cooperação científica internacional.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.