Investimento privado requalifica parque de campismo nas Sete Cidades

Investimento privado requalifica parque de campismo nas Sete Cidades

 

Lusa/AO Online   Regional   16 de Set de 2016, 16:29

O parque de campismo das Sete Cidades, nos Açores, deverá abrir requalificado em 2018, um investimento privado que se quer afirmar como alternativa ao alojamento turístico convencional numa das zonas

“Estamos a prever, se tudo correr bem, tentar abrir já em 2018, para perceber a afluência e adesão das pessoas ao parque de campismo”, afirmou o empresário Dário Ponte, acrescentando que se trata de um investimento superior a um milhão de euros e que deverá criar mais de uma dezena de postos de trabalho na freguesia.

Dário Ponte, 32 anos, mestre em gestão e conservação da natureza pela Universidade dos Açores, falava após a cerimónia de consignação do contrato de concessão de exploração do parque de campismo das Sete Cidades, pelo prazo de 20 anos, com possibilidade de ir até aos 30 anos.

A ideia deste investimento, para o qual disse já ter garantido financiamento, nasceu durante uma cadeira do mestrado, mas Dário Ponte confessou que “é difícil ser empreendedor”, alegando que já está a tratar de burocracias há dois anos e ainda terá mais alguns pela frente.

O secretário regional da Agricultura e Ambiente destacou que a solução arquitetónica prevista contempla “preocupações de integração paisagística e ambiental”, para um local que “estava degradado” e que “vai ganhar uma nova dinâmica”.

“Esta infraestrutura, além da valência de campismo (70 tendas) vai também integrar a de caravanismo (seis autocaravanas) e unidades de alojamento de tipologia T1 e T2 (12 no total)”, referiu Luís Neto Viveiros, acrescentando que o projeto prevê a construção de um edifício de serviços (receção, bar e sanitários).

Já o secretário regional do Turismo e dos Transportes destacou o crescimento da variedade da oferta turística nos Açores, ao nível do alojamento, alegando que os números comprovam que os Açores são cada vez mais um destino de eleição.

“O mês de julho de 2016 mostrou-se como sendo o melhor julho de sempre, ultrapassando as 200 mil dormidas, o que representa uma crescimento de 12% face ao mesmo mês de 2015”, afirmou Vitor Fraga, acrescentando que nos primeiros sete meses desde ano já entraram na economia regional, só por via da hotelaria tradicional, 38 milhões de euros, mais 9,5 ME do que em igual período de 2015.

Além das Sete Cidades, a ilha de São Miguel dispõe de parque de campismo nas Furnas e Nordeste.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.