Investigador diz ter descoberto única imagem filmada de Marcel Proust


 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   16 de Fev de 2017, 10:31

Um investigador canadiano assegura ter descoberto a única imagem filmada existente do escritor francês Marcel Proust, que mostra um homem de rosto oval com um fino bigode preto a descer a escadaria de uma igreja de Paris.

 

Segundo noticiou o jornal Le Point, um professor da Universidade de Laval (Quebeque), Jean-Pierre Sirois-Trahan, assegura ter descoberto as primeiras imagens filmadas correspondentes ao célebre escritor francês Marcel Proust (1871-1922).

De acordo com o investigador, um homem que corresponde à fisionomia de Proust, então com 33 anos, aparece num breve filme datado de 14 de novembro de 1904, no casamento de Elaine Greffulhe, filha da condessa Greffulhe.

Jean-Pierre Sirois-Trahan localizou o autor de “Em busca do tempo perdido” aos 37 segundos do filme, que tem a duração de um minuto e 11 segundos, quando descia os degraus, durante a cerimónia.

No vídeo, Marcel Proust estaria a abandonar o casamento de Armand de Guiche, um amigo próximo do escritor, e de Elaine Greffulhe, sobrinha de Robert de Montesquiou, que inspirou o Barão de Charlus, uma das personagens principais de “Em busca do tempo perdido”.

“Tudo aponta para que seja Proust. (…) A silhueta e o perfil correspondem ao escritor, embora seja verdade que é sempre difícil identificar com segurança alguém num filme deste tipo, especialmente se só o conhecemos por fotografias em pose”, apontou o professor canadiano.

O que é certo e comprovado, segundo os especialistas na sua obra, é que o escritor esteve na cerimónia que aparece na gravação e que se inspirou na família Greffulhe para desenhar a personagem de Oriana, a duquesa de Guermantes, na obra “Em busca do tempo perdido”.

As imagens, conservadas no Centro Nacional de Cinema em Paris, mostram um Marcel Proust a rondar os 30 anos e vestido com um elegante fato da moda do começo do século XX, semelhante à de um dândi inglês (chapéu de coco e casaco cinza comprido).

Embora existam várias fotos de Proust “seria a primeira descoberta de um filme com o escritor”, disse Jean-Pierre Sirois-Trahan, que apresentou as suas descobertas à revista de Estudos Proustianos, um jornal literário especializado em Proust.

O professor canadiano, especialista em cinema, vasculhou todos os relatos de imprensa relativos ao casamento, que listava Proust como um dos convidados, e encontrou o filme num arquivo perto de Paris.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.