Intervenção na Coreia do Norte teria "consequências desastrosas"

Intervenção na Coreia do Norte teria "consequências desastrosas"

 

Lusa/AO online   Internacional   13 de Out de 2017, 15:17

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, alertou hoje para as "consequências desastrosas" de uma possível intervenção militar na Coreia do Norte teria, em entrevista à AFP, em Bruxelas.

"O uso da força militar terá consequências desastrosas, penso que ninguém quer verdadeiramente isso", disse o responsável pela Aliança do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla inglesa).

"Os Estados Unidos têm o direito de se defenderem e aos seus aliados, mas simultaneamente estou completamente convicto de que ninguém quer uma solução militar", adiantou, a propósito da crise na Coreia do Norte.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reagiu a uma recente série de testes de mísseis balísticos de longo alcance e a um ensaio nuclear realizado por Pyongyang, qualificando o líder norte-coreano como "um louco com armas nucleares" e ameaçando lançar "fogo e cólera" sobre o país.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.