Instalação de equipamentos na Escola do Mar custa um milhão de euros

Instalação de equipamentos na Escola do Mar custa um milhão de euros

 

Lusa/AO online   Regional   16 de Jan de 2018, 11:26

O Governo dos Açores vai lançar em breve concursos públicos no valor superior a um milhão de euros para a aquisição de diversos equipamentos para instalar na Escola do Mar que está a ser construída na ilha do Faial.

O anúncio foi feito hoje pelo presidente do executivo açoriano, o socialista Vasco Cordeiro, durante uma visita às obras de construção da Escola do Mar, orçadas em cerca de cinco milhões de euros, que deverão estar concluídas dentro de aproximadamente um ano.

"Penso que em 2019 a Escola estará em condições, não apenas na componente da infraestrutura, mas também na componente de certificação dos cursos, de entrar em funcionamento", admitiu Vasco Cordeiro, em declarações aos jornalistas, no final da visita.

O presidente do Governo Regional lembrou que este projeto não é exclusivo do executivo, já que resulta de uma parceria entre a Região, a Câmara Municipal da Horta, a Universidade dos Açores e a Escola Náutica Infante D. Henrique.

"Esperamos que nos próximos meses seja possível formalizá-la [a parceria] devidamente, através da constituição de uma associação de direito privado, que assumirá a condução deste processo", sublinhou Vasco Cordeiro.

A Escola do Mar dos Açores será um "passo decisivo" e "fundamental" para a rentabilização do "enorme ativo que é o mar", nomeadamente através de uma estrutura dirigida para a qualificação de profissões, não só na área das pescas, mas também na área da marinha mercante, das operações portuárias, dos operadores marítimo-turísticos, e do mergulho, entre outros.

"Enfim, um conjunto de atividades que permitirão colocar a ilha do Faial e os Açores noutro patamar, em termos de condições de aproveitamento desse enorme potencial que é mar", sublinhou o chefe do executivo açoriano.

A Escola do Mar dos Açores está a ser construída nas antigas instalações da Rádio Naval da Horta, pertencentes à Marinha de Guerra Portuguesa, que entretanto foram abandonadas e agora ocupadas pelo Governo Regional.

Além dos espaços adaptados para a formação, a Escola do Mar terá salas equipadas com simuladores modernos para navegação, comunicações, máquinas e oficinas de mecânica, soldadura, hidráulica, eletricidade, eletrónica e ainda marinharia, pescas e processamento de pescado.

A infraestrutura terá ainda um parque de limitação de avarias, que inclui um campo de treino de combate a incêndios e operações de salvamento, e uma infraestrutura de apoio para a certificação internacional de ensino nesta área.

A Escola do Mar irá dispor ainda de uma valência no porto da Horta, de acesso direto ao mar, onde será instalada uma oficina de reparação naval e uma secção de mergulho.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.