INEM ainda não recebeu pela assistência prestada na visita do papa em 2010

INEM ainda não recebeu pela assistência prestada na visita do papa em 2010

 

Lusa/AO Online   Nacional   26 de Out de 2016, 07:11

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) ainda não recebeu o pagamento pela assistência que prestou durante a visita do papa Bento XVI a Portugal, em 2010, o qual afirma ser superior a 66 mil euros.

 

O dispositivo do INEM para a visita de Bento XVI, entre 11 e 14 de maio, mobilizou mais de 300 profissionais e de 80 viaturas que prestaram apoio ao papa, ao séquito papal e aos participantes nas cerimónias em Lisboa, Fátima e Porto.

O INEM considera que, por este trabalho prestado, tem a receber 66.891,82 euros, a cobrar ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, segundo revelou à Lusa fonte do instituto.

Contudo, o montante levantou dúvidas a este ministério que confirmou à agência Lusa não ter ainda chegado a acordo com o INEM “no que respeita a um pedido daquele instituto sobre alegados serviços devidos, por ocasião da visita do Papa Bento XVI”.

Segundo o INEM, este “encontra-se, em conjunto com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, a resolver esta questão que data de 2010”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.