Índia enfrenta vaga de calor mais mortífera dos últimos 20 anos

Índia enfrenta vaga de calor mais mortífera dos últimos 20 anos

 

Lusa/AO online   Internacional   29 de Mai de 2015, 12:45

As autoridades de Nova Deli pediram aos hospitais da capital para tratarem com urgência as vítimas da vaga de calor que já causou 1800 mortos na Índia, sendo considerada a mais mortífera dos últimos 20 anos.

 

Centenas de pobres, essencialmente, morrem todos os anos na Índia no pico do calor do verão, mas o balanço deste ano é já duas vezes maior do que o de um ano médio, com a agravante de, segundo os especialistas, os números ficarem aquém da realidade.

A maior parte das vítimas foram registadas nos estados do sul, o de Telangana e o de Andhra Pradesh, onde os médicos dizem enfrentar nos hospitais um afluxo de vítimas de insolação e de desidratação.

Em Nova Deli as temperaturas atingiram os 45ºC.

"A prioridade nesta situação é a prevenção, assegurar que as medidas preventivas são tomadas", disse Charan Singh, um responsável do departamento de saúde pública da administração da capital.

O alto consumo de eletricidade, devido aos aparelhos de gás condicionada, leva a cortes de energia que complicam um pouco mais a vida dos habitantes da capital.

A Índia indica a existência de uma vaga de calor quando a temperatura máxima atinge os 45ºC ou quando é 5ºC superior à média dos anos anteriores.

Aguardada com impaciência, a monção é esperada no final do mês em Kerala (sul), devendo levar várias semanas antes de chegar às planícies áridas do norte.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.