Incubadora de Moda e Design de Santo Tirso faz "renascer" têxtil através da criatividade

Incubadora de Moda e Design de Santo Tirso faz "renascer" têxtil através da criatividade

 

Lusa / AO online   Economia   4 de Jan de 2015, 12:11

Ao longo de 3.200 metros quadrados, numa antiga fábrica de Santo Tirso, a IMOD - Incubadora de Moda e Design acolhe projetos de jovens que promovem o "renascimento" do têxtil, área que a região tão bem conhece.

 

Na inauguração, a 19 de dezembro de 2013, a designer internacional Agatha Ruiz de la Prada considerou que Portugal poderia, “em breve, atingir uma nova época dourada no têxtil através do design e da moda”.

A “missão” está a ser cumprida com “ambição” na Fábrica de Santo Thyrso, de acordo com o diretor desta infraestrutura remodelada que antes foi uma emblemática fábrica têxtil da região, a Teles.

Após 55 candidaturas, são seis os pioneiros e existem “propositadamente”, segundo Nuno Prata, três espaços livres para ideias que tenham pelo menos uma de duas facetas: complementaridade face às atuais ou caraterísticas diferenciadoras. A atribuição destes módulos ainda não está definida.

O ateliê CTRL, que foi caso de estudo em Harvard, num evento de moda, junta criativos ligados à música, à fotografia, ao marketing e ao design a produzir coleções “conceptuais”.

“Cada peça é baseada num manifesto escrito, criando-se não apenas roupa, mas uma experiência. A ideia não é fazer apenas uma peça de consumo, mas sim uma peça com uma história”, descreveu Horácio Vilela, do ateliê, reconhecendo, ao enumerar vendas em Portugal, Alemanha, Moçambique e Itália, que a aposta é “sobretudo internacional”.

Natural de Santo Tirso, Daniel Costa desenvolve, por outro lado, o único dos projetos que parte da indústria para a moda, dado que ali procura “bases” para o plano de modernização da empresa da família: “A margem de lucro está no caminho até às lojas e nas marcas próprias. A ideia é diversificar e criar sustentabilidade”.

Desenvolver edições especiais das coleções de malhas Santo André, marca com história no têxtil de interiores desde 1949, para o chamado “mercado da saudade” (comunidades de emigrantes) é um dos desafios.

No espaço em frente trabalha a designer gráfica Márcia Nazareth, que desafia os consumidores a “vestirem fotografias”. Além de lojas de design de autor, espaços culturais como Serralves ou a Casa da Música já agarraram o conceito.

Em maio de 2013 as janelas da Ribeira, os ‘graffiti’ e outras tipicidades do Porto inspiraram o lançamento da primeira “Nazareth Collection”. De um total de 800 fotografias próprias, Márcia passou 16 para t-shirts através da técnica de sublimação. Em 2014 foi lançada a “Fado”, com fotos de Lisboa, Coimbra e Porto, e a “Lx”, com pormenores da capital.

A designer, que ‘casa’ a paixão pela moda com a de fotografar, conta lançar em fevereiro uma nova coleção para a qual ainda não tem tema – “tenho dez a berrar nos ouvidos”, contou –, mas já está decidida a “arrojar” com um vestido e outros materiais para além do poliéster.

A IMOD, resultante de um investimento de quatro milhões de euros, faz assim a “ponte” entre e indústria e a criatividade e vice-versa. Quando questionados sobre a mais-valia de integrar uma incubadora, os jovens repetem expressões como “acesso a maquinaria profissional”, “sinergia” e “troca de experiências”.

Atualmente a IMOD tem um laboratório que permite passar uma ideia para um protótipo. No futuro poderão surgir dois novos: estampagem tradicional e ferramentas de desenho/modelação.

A internacionalização e a formação académica e profissional são outras das vertentes destacadas por Nuno Prata.

Em junho vai decorrer no município a 2.ª edição do SMLXL, evento dedicado à moda, e a IMOD integra, com mais de 100 membros de 13 países, a Associação das Coletividades Têxteis Europeias, estando na forja a criação de um concurso que terá epicentro em Santo Tirso.

Também a Escola Superior de Artes e Design escolheu este espaço para um dos seus mestrados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.