Israel

Imprensa israelita acusa PM de "brincar com o fogo"


 

Lusa / AO online   Internacional   26 de Fev de 2010, 11:31

A imprensa israelita acusa hoje o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu de "brincar com o fogo" com a decisão de incluir no património de Israel dois lugares sagrados da Cisjordânia ocupada.
Três dos principais jornais de Israel acusam o chefe do governo de ter cedido a pressões da extrema-direita e dos colonos.

Além de editoriais críticos, os diários Haaretz e Yediot Aharonot publicam esta sexta-feira caricaturas em que se vê uma caixa de fósforos com a cara do primeiro-ministro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.