Imprensa alemã considera "drásticas" novas medidas de austeridade


 

Lusa/AO online   Economia   30 de Set de 2010, 11:33

As novas medidas de austeridade tomadas pelo Governo português foram já comentadas por alguns jornais alemães, como o Frankfurter Allgemeine, que as considera um “drástico agravamento do programa de poupanças”, na sua edição electrónica
“O país mais pobre da Europa Ocidental anunciou inesperadamente mais drásticas medidas de poupança e, como parte dos novos esforços para superar a crise da dívida pública, incluem-se reduções salariais na função pública e um novo aumento do Imposto sobre o Valor Acrescentado”, escreve o matutino germânico.

O jornal de negócios Handelsblatt também aborda o tema, igualmente sob o título “Portugal agrava as medidas de poupança”, escrevendo que o governo de José Sócrates pretende comprometer a oposição com as suas propostas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.