Imigração no Reino Unido cai para o nível mais baixo em três anos

Imigração no Reino Unido cai para o nível mais baixo em três anos

 

Lusa/AO online   Internacional   24 de Ago de 2017, 11:48

A imigração no Reino Unido baixou em 81 mil pessoas entre março de 2016 e igual mês deste ano, para se situar em 246.000 pessoas, o nível mais baixo em três anos, informou o Instituto de Estatísticas do país.

Este dado, que contempla a diferença entre as chegadas e saídas de cidadãos no país -- foi influenciado pela perspetiva do "Brexit", saída britânica da União Europeia (EU), de acordo com a informação divulgada hoje.

O instituto revelou ainda que o aumento se deve sobretudo à saída de emigrantes oriundos de outros países da UE, num total de 122.000, mais 33.000 do que no período homólogo anterior e o mais elevado em quase uma década.

Dentro deste grupo, o instituto detetou um aumento considerável, de 17.000, nas saídas de cidadãos dos países que se uniram ao bloco comunitário em 2004: República Checa, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, Eslováquia e Eslovénia.

Ao mesmo tempo, registou-se uma quebra na imigração procedente da UE, de 19.000, que o instituto não considerou "estatisticamente relevante".

A responsável do departamento de estatísticas migratórias daquele organismo, Nicola White, destacou que estes dados indicam que o referendo europeu (de 23 de junho de 2016) "poderá estar a influenciar as decisões das pessoas de migrar dentro e fora do Reino Unido".

A especialista frisou que ainda é cedo para se saber se se trata de "uma tendência a longo prazo".

Quando se conhecem os dados da imigração, a ministra britânica dos Negócios Estrangeiros, Amber Rudd, lançou hoje uma investigação para esclarecer que papel desempenham os estudantes estrangeiros na economia britânica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.