Ilha do Pico passa a contar com carreira de tiro


 

Lusa/AO Online   Regional   23 de Out de 2014, 15:26

A ilha do Pico tem desde hoje uma carreira de tiro construída para o treino dos guardas-florestais do grupo central dos Açores, mas que será usada também pelas forças de segurança na região.

Carlos Ferreira, responsável pela PSP da Horta, disse aos jornalistas, à margem da inauguração da carreira de tiro, obra promovida pela Secretaria Regional de Agricultura e Ambiente, que a nova infraestrutura "fazia muita falta", porque, apesar de necessitar ainda de alguns ajustamentos, "preenche uma lacuna" que existia nas ilhas do Faial e do Pico (grupo central), mas também nas Flores e Corvo "e até, eventualmente, pode servir profissionais de outras ilhas dos Açores".

Também o secretário regional da Agricultura e Ambiente, Luís Neto Viveiros, disse que a estrutura hoje inaugurada "vem colmatar uma falha ao nível da preparação" dos guardas florestais, que “normalmente era feita saltando de ilha em ilha".

Este é a primeira carreira de tiro do Governo dos Açores, já que os outros campos para treino e formação de tiro que existem na região são do exército ou das forças policiais.

Neto Viveiros revelou que a carreira de tiro do Pico poderá vir a ser certificada pela PSP, sendo necessários, porém, alguns ajustamentos.

"Na continuidade do percurso de colaboração que tem sido seguido ao longo dos últimos anos entre o Comando Regional da PSP e o corpo da guarda-florestal, a PSP continuará disponível a ministrar a formação aos profissionais da guarda-florestal", disse ainda o subintendente Carlos Ferreira.

A inauguração da carreira de tiro do Parque Florestal de Santa Luzia, no concelho de São Roque do Pico, foi inaugurada no âmbito da visita que o Governo dos Açores termina hoje à ilha do Pico.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.