Ilha de Santa Maria preocupada com desemprego e situação das pescas

Ilha de Santa Maria preocupada com desemprego e situação das pescas

 

AO/Lusa   Regional   3 de Mai de 2015, 11:51

O Conselho de Ilha de Santa Maria vai apresentar ao Governo dos Açores, numa reunião na segunda-feira, preocupações relacionadas com o desemprego e outras questões sociais como situações "de emergência" dos pescadores e a falta de água.

 

Estes são alguns dos temas que o Conselho de Santa Maria vai levar à reunião agendada para segunda-feira à tarde com o executivo açorino, que inicia no mesmo dia a sua visita anual à ilha.

O presidente do Conselho de Santa Maria, Rui Arruda, disse hoje à Lusa que entre as "maiores preocupações" desta ilha estão "questões sociais", como a falta de vagas no lar de idosos e problemas relacionados com dependências do álcool e drogas que estão a aumentar.

O "elevado número de desempregados" em Santa Maria é outra dessas preocupações, disse Rui Arruda, que explicou que os conselheiros querem saber que medidas estão previstas para a sua diminuição. Os conselheiros vão também pedir que sejam agilizadas as obras previstas para Santa Maria, para responder ao problema do desemprego.

A falta de água por causa dos baixos níveis de chuva no último inverno (que foi o mais seco nos Açores desde que há registos) é outro tema a abordar na reunião, com o Conselho de Ilha de Santa Maria a querer saber o estado dos reservatórios e se está garantido o normal abastecimento às populações e às explorações agrícolas.

Rui Arruda lembrou que Santa Maria é uma ilha que produz carne de vaca para exportação e acrescentou que os conselheiros querem saber se estão previstas medidas para assegurar a alimentação do gado se faltar a erva.

A nível das pescas, os conselheiros vão alertar para as "consequências drásticas" para os pescadores que teve a má safra no ano passado e, referindo que, para este ano, aquilo que se perspetiva "não é nada animador", vão defender "medidas de emergência" para o setor.

O Conselho de Ilha vai ainda reclamar maior promoção de Santa Maria como destino turístico no âmbito da entrada de companhias aéreas 'low cost' nos Açores e a correção de alguns horários da SATA.

Segundo Rui Arruda, neste último caso, o pedido vai no sentido de ajustar melhor os horários dos voos que chegam dos EUA e do Canadá a Ponta Delgada com os que fazem a ligação entre as ilhas de São Miguel e Santa Maria. Isto porque, "por questão de minutos", os emigrantes que chegam da América do Norte a São Miguel não apanham a primeira ligação para Santa Maria, tendo de esperar quase um dia inteiro em Ponta Delgada por novo voo.

O estatuto político-administrativo dos Açores estabelece que o executivo regional tem de visitar, uma vez por ano, as nove ilhas do arquipélago, convocar o Conselho do Governo e reunir-se com o Conselho de Ilha durante a estadia.

Na visita estatutária deste ano a Santa Maria, agendada para na segunda e terça-feira, o Governo dos Açores vai também, como habitualmente, reunir-se com entidades locais, visitar obras e projetos, anunciar algumas iniciativas e receber a população, na terça-feira, a partir das 17:00, na escola de Vila do Porto.

Durante estes dias, o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, vai assistir a uma consulta por telemedicina e participar na apresentação dos estudos prévios do Centro de Desenvolvimento e Inovação Empresarial e do Cinema do Aeroporto de Santa Maria, do projeto do novo polo do Museu se Santa Maria e do Boletim Infantil de Saúde Oral e inaugurar um centro de ida para idosos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.