Terrorismo

Iémen vê com "total indiferença" combate à Al-Qaida


 

Lusa / AO online   Internacional   8 de Jan de 2010, 10:28

A população iemenita acompanha "com total indiferença" a guerra desencadeada pelo Governo à Al-Qaida, preferindo focar a atenção na profunda crise política e económica do país, disse à Lusa um analista local.
"A situação política do Iémen não é nada positiva. Existe uma crise económica, uma guerra no Norte, protestos no Sul. A oposição e o partido no poder não conseguem um acordo que permita definir uma agenda nacional para as reformas, absolutamente necessárias para salvar o país do colapso económico", afirmou por telefone em declarações à Lusa Abdul Ghani Al-Iryani, 50 anos, consultor e analista político.

"Depois existe o problema da Al-Qaida. A situação é muito difícil", acrescentou.

Mas assegurou que na capital Sanaa, onde reside, o quotidiano permanece quase inalterável: "Nas ruas existem agora mais postos de controlo, pede-se a identidade dos condutores, procuram-se armas, mas para além disso não há nada de estranho em Sanaa."

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.