Homem paralisado volta a andar depois de tratamento pioneiro


 

Lusa/AO Online   Internacional   21 de Out de 2014, 13:50

Um homem búlgaro paralisado da cintura para baixo voltou a andar depois de um transplante de células nervosas, uma operação inédita realizada por médicos polacos, foi hoje divulgado.

Darek Fidyka é a primeira pessoa a recuperar depois de ter ficado com o nervo da coluna vertebral completamente rasgado, num esfaqueamento, indica um artigo publicado na revista científica Cell Transplantion.

“Para mim, é mais impressionante que os primeiros passos do homem na Lua”, comentou o professor Geoffrey Raisman, do Instituto de Neurologia da University College de Londres (UCL).

O homem pode andar com um andarilho e conduzir um automóvel, tendo retomado uma vida normal quatro anos depois da agressão.

“Quando isso (a capacidade de andar) começa a voltar, sentimo-nos reviver, como se fosse um novo nascimento. É uma sensação incrível, difícil de descrever”, declarou Fidyka numa emissão do programa Panorama da BBC.

A operação foi realizada por uma equipa de médicos polacos dirigida por Pawel Tabakow, da Universidade de Wroclaw. Os cirurgiões utilizaram células nervosas do nariz do doente, nas quais se desenvolveram os tecidos cortados.

A técnica, descoberta pela UCL, tinha registado bons resultados em laboratório, mas nunca tinha sido testada com sucesso em seres humanos.

“Pensamos que o procedimento constitui uma descoberta essencial que, se for desenvolvido, trará uma alteração histórica para pessoas que sofram de lesões na coluna vertebral”, declarou Geoffrey Raisman.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.